História do Minho

 

O Minho é uma antiga província (ou região natural) portuguesa, formalmente instituída por uma reforma administrativa havida em 1936. No entanto, as províncias nunca tiveram qualquer atribuição prática, e desapareceram do vocabulário administrativo (ainda que não do vocabulário quotidiano dos portugueses) com a entrada em vigor da Constituição de 1976. É desta região que vieram a maior parte dos portugueses que colonizaram o Brasil a partir do século XVIII

Limitava a Norte e a Nordeste com a Galiza, na Espanha (províncias de Pontevedra e Ourense, respectivamente), a Este com Trás-os-Montes e Alto Douro, a Sul com o Douro Litoral e a Oeste com o Oceano Atlântico.

Era então constituída por 23 concelhos, integrando a totalidade dos distritos de Braga e Viana do Castelo. Tinha a sua sede na cidade de Braga.

Distrito de Braga: Amares, Barcelos, Braga, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras do Bouro, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Verde.

Distrito de Viana do Castelo: Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte do Lima, Valença, Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira.

Se ainda hoje a província em causa existisse, contaria provavelmente com 24 municípios, posto que foi entretanto criado um novo concelho, na área do distrito de Braga: Vizela (em 1997, por secessão de Guimarães).

Para alguns geógrafos, esta província, em conjunto com o Douro Litoral, formava uma unidade geográfica maior: o Entre Douro e Minho.

Por outro lado, podia dividir-se em duas regiões: o Alto Minho, correspondente ao distrito de Viana do Castelo, e o Baixo Minho, correspondente ao distrito de Braga.

Actualmente, o seu território encontra-se na região estatística do Norte, repartindo-se pela totalidade das subregiões do Minho-Lima e do Cávado, e parcialmente pelas subregiões do Ave (concelhos de Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela) e Tâmega (dois concelhos das Terras de Basto, a saber Cabeceiras e Celorico de Basto).

Veja a História na sua totalidade, clicando no link abaixo:

 

História do Minho.pdf (3,5 MB)

 

Comentários

Correção do topónimo.

Data: 24-09-2017 | De: Luís

Boa noite,
Agradeço as informações e peço a escrita na língua própria da Galiza do topónimo Ponte Vedra. A língua própria da Galiza é a galega e conhecesse internacionalmente como portuguesa, quer dizer, a mesma que estamos a utilizar.
Obrigado pelo seu trabalho.
Cumprimentos.

encontrar familia

Data: 18-08-2017 | De: Julio C R da Costa

Ja tenho nascionalidade Portuguesa pelo meu pai mas procuro outra parte de minha familia , meu bisavo Manuel Jose Martins faleceu em 1940 no Brasil , filho de Bento Martns e Maria joaquina Pinto , meu e mail julio88cr60gmail.com vivo em inglaterra .

Procuro família portuguesa

Data: 13-08-2017 | De: Psihelencbarbosa@gmail.com

Olá ! Gostaria de encontrar minha família Portuguesa, da Cidade do Minho ( provavelmente da Cidade de Viana do Castelo). Não procuro por nenhuma Herança material. Procuro resgatar meu direito a dupla nacionalidade. Tenho todos os documentos de meu avô e pai( infelizmente já falecidos). Desde o seu passaporte de saída de Portugal até sua certidão casamento e óbito. Procuro contato com tios , primos e quem quiser pode enviar e-mail. Sou Psicóloga, casada, neta de Português. Mudei minha história de vida sozinha e não vou desistir de encontrar meus parentes Portugueses. Como viram eu não desisto! Helen Corrêa Barbosa. ( Braz José Corrèa - avô Português)
Filiação do Vovô
Bisavô : José Banedicto Correa e
Bisavó: Joaquina das Dores da Silva.
Braz nasceu em: 18/05/1901 ( ponte do lima) citada no passaporte da República Portuguesa.
Carteira de trabalho no Brasil em 08/04/1936. Tenho todos os
Documentos. Aguardo contato de meus Compatriotas.

certidão de nascimento de Jose Joaquim Barroso

Data: 24-06-2017 | De: ana claudia soares

Gostaria de obter a certidão de nascimento de Jose Joaquim Barroso, que veio para o Brasil para não ter que ir lutar como combatente na segunda guerra mundial. sabemos que era da região do Minho, onde são cultivadas as uvas verdes/ chegou ao Brasil com quase 20 anos, nos idos anos 1885 aproximadamente.

CERTIDÃO DE NASCIMENTO

Data: 17-04-2017 | De: FÁTIMA

QUALQUER NOVIDADE A RESPEITO DA CERTIDÃO DE NASCIMENTO DO MEU AVÔ, POR FAVOR, ENTRE EM CONTATO ATRAVÉS DO MEU E-MAIL.
m.f.amazonas@gmail.com

CERTIDÃO DE NASCIMENTO

Data: 17-04-2017 | De: FÁTIMA

OLÁ!! COMO POSSO CONSEGUIR O REGISTRO DE NASCIMENTO DO MEU AVÔ, SEI QUE O NOME COMPLETO DELE E DE SEUS PAIS E QUE ELE NASCEU NA REGIÃO DO MINHO.
NOME DO MEU AVÔ: JOSÉ MARIA GONÇALVES LOPES
PAIS DELE: ANTÕNIO JOSÉ GONÇALVES PEDREIRA E MARIA TEREZA LOPES LAMAÇARES

Aldeões

Data: 05-03-2017 | De: Bruna

Meu bisavô escrevia cartas para as irmãs que moravam em Portugal, mas o lugar que ele enviava era para "Aldeões Minho". É o mesmo lugar?

Origens

Data: 02-12-2016 | De: Francisco Sousa

Lugar de origens da família dos Sousa ou Souza.

sefsefsefsef

Data: 14-11-2016 | De: eeefsef

gay

Famílias da provincia do Minho

Data: 06-11-2016 | De: Rogério de Souza

Prezados, alguém poderia postar, a relação, lista de sobrenomes (apelidos) das famílias originárias da Região do Minho, estou tentando localizar especificamente em qual conselho ou freguesia, tem a origem dos Abranches. Grato.

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Novo comentário